25/02/2015

"Cada um tem o amor que acha que merece." - As vantagens de ser invisível

Oiii gente, tudo bem? Me ausentei novamente, mas agora eu acho que vai pra frente as coisas agora, viu? Enfim.. Explicações a parte, eu vou para o assunto do post de hoje e pelo título muitos devem ter percebido. É resenha minha gente hahaha.. O primeiro livro que eu li em 2015, se acabou hoje </3 e venho trazer a vocês a resenha dele, bora ver?



Título: As vantagens de ser invisível
Autor: Stephen Chbosky
Editora: Rocco jovens leitores
Páginas: 223
ISBN: 9788532522337
Classificação: 
Sinopse: skoob
Resenha: 
Charlie um adolescente que escreve cartas para alguém não identificado, contando sobre seu dia-a-dia, um tanto estranho e pertubado. Sem amigos, dedicando-se apenas para estudos e trabalhos extras que Bill, seu professor de inglês, sempre passa.. E com a exigência de trabalhos extras, acabam se aproximando amigavelmente.

Até porque, o único amigo de Charlie faleceu e foi ai que ele resolveu se isolar e escrever várias cartas, pois era o único jeito de se comunicar com alguém. Até que em um dos jogos do time de futebol de sua escola, ele se aproxima de um casal de irmãos e começam a conversar, mal sabiam que ali iria iniciar uma nova amizade e que isso só traria coisas boas a sua vida, e que ajudaria especialmente ele a esquecer certas coisas que aconteceram em seu passado.

"Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui"

Sam, Peter e Charlie, tornam-se inseparáveis muito rápido.. Vão para vários lugares juntos, conversam sempre e fazem coisas de amigos inseparáveis. Mesmo com o jeito destrambelhado de Charlie, eles não o abandonam a não ser que precisasse que ele se afastasse por algum motivo ou para não piorar a situação dele e fazer com que ele voltasse para o zero a zero em quesito amizade. A amizade de Sam e Peter também o ajuda em questão de família, o fazendo se aproximar mais de todos e principalmente de sua irmã, mesmo tendo perdido sua tia Helen que era muito querida por ele no dia de seu aniversário, ele encara a família como algo normal. Tem alguns ataques as vezes devido o que aconteceu em seu passado, indo parar no hospital ou coisa parecida, ele continua com o seu jeito de sempre. Se importando mais com os outros, do que com ele próprio.

E a partir do momento em que seus amigos tem que partir para a faculdade, e ele continuar no ensino médio, ele entende que não pode colocar os outros na frente de suas vantagens e só será um amigo de verdade, quando for sincero consigo mesmo e com os outros a sua volta.


Esse livro é um tanto confuso não só no começo, mas como ele inteiro.. Porém quando se começa a entender, da uma dor no coração de ter que acabar, de ver que vai acabar. O que eu mais gostei, é que a história é contada em formato de cartas e que só no final descobrimos pra quem são as cartas, apesar de ficar meio invisível pra quem é de qualquer forma. O livro também passa várias lições pra gente, como as que eu citei no meio da resenha ou a do título.

Se esse livro já é meu favorito? É obvio que sim.
Vocês já leram ou tem vontade de ler?

Beijo e até a próxima resenha.

Acompanhe nas redes sociais

6 comentários:

  1. Nossa eu já o li, e sou apaixonada por ele, pois me identifico muito como Charlie, também passei a minha vida me culpando e colocado os outros na minha frente. E só depois d adulta pude ver como isso acabou destruindo grande parte do meu ser.
    Uma excelente reviravolta. Maravilhoso <3
    Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou assim, me vi muito nesse livro e cada lição que passa nele que foi abrindo meus olhos aos poucos. <3
      obrigada pela visita

      Excluir
  2. Adorei a resenha e ainda quero muito ler o livro e também ver o filme!
    beijinhos :*

    unhas-charmosas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Sou apaixonada por esse livro. A visão de mundo do Charlie é muito bem trabalhada.
    E a adaptação para o cinema ficou magnífica.

    Beijo,
    biaacarla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu só assisti o filme, mas eu acho que não entendi muito bem.
    Espero ter oportunidade de ler o livro pra ver se consigo entender a história realmente.
    Beijos

    http://www.biancagsnunes.com/

    ResponderExcluir